PGR questiona governadores sobre mau uso de verba na pandemia

PGR aponta que a desativação das unidades de saúde teria causado “prejuízo ao erário”.

Brasília - O Conselho Superior do Ministério Público Federal autorizou hoje a prorrogação dos trabalhos da Operação Lava Jato, no Rio de Janeiro (José Cruz/Agência Brasil)

A Procuradoria-Geral da República (PGR) encaminhou um ofício a governadores questionado sobre um possível mau uso do dinheiro público destinado ao combate à pandemia de coronavírus.

Folha teve acesso a dois dos documentos enviados, ambos assinados pela subprocuradora Lindora Araújo

Posteriormente, Araújo confirmou ao jornal que todos os Estados receberam o papel.

A subprocuradora elenca quatro perguntas a serem respondidas pelos governadores.

Ao pedir esclarecimentos sobre o fechamento de hospitais de campanha, Araújo afirma que a desativação das unidades de saúde teria causado “prejuízo ao erário”.

“Não só em relação às vidas com a falta atual de leitos como o decorrente da verba mal utilizada”, enfatiza ela.

Em outra pergunta, a subprocuradora indaga se o dinheiro federal enviado para o combate à crise sanitária teria sido utilizado para outros fins pelos governadores.

A subprocuradora da PGR afirma no ofício que as respostas devem ser assinadas “pessoalmente” pelo governador de cada Estado.

“Tal responsabilidade não pode ser atribuída a outros órgãos”, ressalta Lindora Araújo.