Novos termos do WhatsApp não podem mais ser ignorados a partir deste sábado (15)

Imagem Ilustrativa- Whatsapp

Depois de alguns adiamentos e muitas polêmicas envolvendo a atualização dos termos de privacidade do WhatsApp, começa neste sábado (15) a vigência da nova política da empresa. As contas dos usuários que não aceitarem os novos termos não serão excluídas. Entretanto, de acordo com o The Guardian, a adesão dos usuários é fundamental para o Facebook.

Por isso, a empresa anunciou que os usuários que se recusarem a aceitar os novos termos de serviço vão, gradativamente, perder totalmente o acesso ao WhatsApp.

A partir deste sábado, eles não poderão mais dispensar a tela que solicita o aceite aos novos termos, embora ainda possam receber ligações e responder às mensagens por meio de notificações.

Com o tempo, no entanto, até mesmo isso será desativado, deixando aos usuários apenas duas opções: aceitar as novas regras ou excluir totalmente suas contas.

A empresa afirma que as mudanças reais são pequenas e que a onda de pânico dos usuários foi impulsionada mais pela disseminação de desinformação (ironicamente, por meio do próprio aplicativo de mensagens) do que por quaisquer preocupações razoáveis.

Mas, segundo analistas, a aceitação das regras é crucial se o Facebook quiser atingir seu objetivo: transformar o serviço em um “aplicativo para tudo”, por meio do qual os usuários podem conversar não apenas com amigos, colegas e familiares, mas também pedir comida, pagar contas de serviços públicos e entrar em contato com serviços públicos essenciais. Tal como acontece com o equivalente oriental WeChat.

Embora tenha havido uma reação imediata dos usuários, com milhões de inscrições em empresas rivais de mensagens e até mesmo solicitação de impedimento junto ao Supremo Tribunal de Delhi, na Índia, o WhatsApp avançou com os trâmites.

Publicado por Adriano Rodrigues